MODA E SUSTENTABILIDADE

06/12/2018

 

A sustentabilidade está na moda há algumas estações e tem sido responsável pela mudança no estilo de vida de muitas pessoas que, em busca de hábitos de consumo mais saudáveis, acabaram descartando de sua lista muitas marcas que não pensam no futuro do planeta.

 

A brasileira Gisele Bündichen é um exemplo desse novo posicionamento e lançou recentemente seu livro "Lessons" ("Aprendizados" em português) onde fala um pouco da sua relação com o planeta. A modelo conta que começou a meditar aos 23 anos após um ataque de ansiedade e revela que a sua religião é o amor e o seu templo é a natureza.

 

Por isso, a uber model mais conhecida do mundo da moda tem usado a sua influência para falar em favor da Terra, como por exemplo ao abrir o Rock in Rio com um discurso emocionado em defesa ao nosso planeta e ao respeito ao próximo.

 

De acordo com um estudo de 2015 realizado pela Levi Strauss & Co, mais conhecida como Levi´s, uma calça jeans usa 3.781 litros de água em todo o seu ciclo de produção e utilização. Esse número engloba desde o cultivo do algodão, até a fabricação e o cuidado dos consumidores em casa, sendo que só o desenvolvimento da fibra de algodão usa 68% desse total de água.

 

As empresas de fast fashion são também grades responsáveis pela enorme quantidade de lixo vindo de resíduos de tecidos e materiais de costura, uma vez que os produtos que não são vendidos são encaminhados ao lixo.

 

Em busca de inovação, surgem os novos modelos de negócios, dessa vez sustentáveis como é o caso da Insecta Shoes e Design Côté, que falamos no último post.

 

Mas como conciliar o consumo de moda com a sustentabilidade?

 

Tudo começa antes das compras, antes mesmo dos desfiles. Parte do posicionamento das marcas em relação ao planeta, por isso, é importante acompanhar o trabalho delas e nos certificar que qualquer prática anti ética será severamente cobrada por nós, os consumidores.

 

É preciso também aprender a comprar com inteligencia, ou seja, comprar o que você realmente for vestir. Para isso é necessário que entendamos o nosso corpo e o que queremos passar para o mundo, evitando compras por impulso e sem significado a longo prazo.

 

Outra possibilidade é comprar de segunda mão, tendência aliás que pegou grandes blogueiras como Camila Coutinho e que entrou no gosto das fashionistas. Peças vintage, principalmente as de luxo, se tornaram itens de colecionador.

 

Na hora de descartar alguma peça, doe ao invés de jogar fora e o que realmente não tiver como vestir, pode ser transformado em algo novo através da prática do upcycling, tanto pelas suas mãos como pelas mãos de costureiras e artesãs da sua cidade.

 

E por fim, tenha paciência e não desista! A sustentabilidade é um estilo de vida relativamente novo e devido aos enormes estragos que já causamos no planeta, ainda vai demorar algumas décadas até que todos tenham o mesmo pensamento e a situação comece a ser revertida. Por ser um estilo de vida, deve ser praticada diariamente, não apenas no Natal, época em que todos começam a limpar as gavetas para o novo ano. 

 

Repense os seus hábitos e entenda quais valem à pena ficar e quais não fazem mais sentido para você. A frase a seguir é clichê, mas totalmente verdade: o planeta agradece.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ÚLTIMOS POSTS

Como escrever legendas que ENGAJAM!

May 28, 2020

Como passar CREDIBILIDADE nas redes sociais

May 17, 2020

1/15
Please reload

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020