Mas o que é o Fashion Branding, afinal?

Branding não é marketing, branding não é administração de empresa, nem tão pouco faz milagres - só se você estiver verdadeiramente comprometido com o seu negócio de moda, vai que, né?


O branding vai além de tudo isso!


Branding é um termo em inglês que deriva da palavra “brand” (marca), e refere-se à “gestão de marca”. E como eu disse no início do vídeo, ele não é marketing nem administração, mas leva em consideração estratégias internas e externas desses setores, além de publicidade, design, entre outros...


O Branding está intimamente ligado ao autoconhecimento de marca, porém, encontrar suas características para dominar um espaço de atuação no mercado, criando os significados que deseja construir é uma das maiores dificuldades de quem cria um trabalho autoral.


No vídeo de hoje, eu vou explicar de uma vez por todas o que é isso e o quão crucial ele é pro seu negócio de moda:


O QUE FAZ O BRANDING?


O mundo tecnológico torna emoções mais importante do que produtos e serviços e o Branding entra para criar conexão emocional entre marca e público, agregando valor ao negócio.


Trabalha no processo de criação, na gestão dos pontos de contato, nas estratégias e no valor no mercado, envolvendo as suas redes sociais, a sua identidade visual, a linguagem que você utiliza com o seu público, o seu relacionamento com clientes, as ações de marketing (online e off-line) e todo o planejamento estratégico.


É construído diariamente e por todo o período de vida da marca, é pensar estrategicamente de acordo com as novidades do mercado, mantendo-se fiel a uma ideia e adequando-a aos novos tempos. Por isso, é necessário se dedicar com interesse ao seu negócio e a melhor maneira de fazer isso é escolher um nicho que você realmente goste de trabalhar.



EXEMPLO


Uma camiseta básica deve custar em torno de 30 reais em fast fashions. Coloque o logo da Nike nessa mesma camiseta básica e o valor automaticamente sobe, podendo ultrapassar os 300 reais.


O branding, ou seja, todo o trabalho de gestão dessas marcas conseguiu agregar tanto valor à vida do seu público, que o seu valor no mercado (e o seu faturamento) também aumenta.



FASHION BRANDING


Os conceitos branding apesar de serem universais, precisam ser adaptados a cada nicho de mercado e o Fashion Branding é a gestão de marcas de moda.


Ter uma marca é diferente de ter um estabelecimento comercial pois cada marca é única e exige dedicação enquanto um estabelecimento comercial só existe graças a um motivo: sorte.




FASHION BRANDING É EXPERIÊNCIA!


A maioria de nós não sabe o que quer, por isso, é necessário criar um contexto e as roupas trazem consigo um significado individual.


Através delas, escolhemos quem somos ou queremos parecer ser, com quem queremos nos relacionar e de quem queremos nos diferenciar, por isso, marcas que conversam com o nosso lifestyle, se tornam ferramentas que nos ajudam a expressar a nossa personalidade.


As marcas de moda precisam transmitir boas sensações, focar em experiências e ultrapassar o âmbito do produto afinal, toda compra é emocional, independente do seu valor.


Durante as semanas de moda assistimos à desfiles inspirados em conceitos muitas vezes vanguardistas e pouco tempo depois as tendências dos desfiles logo ficam disponíveis nos manequins do shopping mais próximo da gente.


Viu só como o Fashion Branding não é esse bicho de sete cabeças que todo mundo pensa?


Resumindo bem resumido: é a gestão de marcas de moda.


Só que pra gerenciar bem a sua marca, você precisa conhecer o seu propósito, a sua missão, os seus desejos pro futuro e o principal: precisa gerar valor na vida do seu público.


É isso que faz o Fashion Branding e eu, como consultora de Fashion Branding.

ÚLTIMOS POSTS

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020