Vender produtos ou serviços?

Para algumas pessoas, fazer a distinção entre produto e serviço pode parecer muito óbvia, mas existem muitos empreendedores que acreditam vender produtos quando na verdade vendem serviços ou o contrário, acreditam vender serviços quando claramente devem se posicionar enquanto produto.


E você, tem total certeza do que você vende?


No vídeo de hoje eu vou te ajudar a entender como se posicionar de acordo com o que você realmente vende:


Quando a gente compra uma camisa, estamos adquirindo um produto. Se você chega em casa, experimenta novamente a camisa e percebe que o caimento dela não ficou tão bom assim, você volta até a loja e solicita a troca.


A troca só pode ser realizada durante o período da garantia do produto. A garantia é um serviço, mas está atrelado ao produto que você comprou.


O contrário também ocorre.


Digamos que você seja um consultor e um dos seus materiais de apoio é um livro que você escreveu. Você pode vendê-lo ao seu cliente. O livro é um produto resultante de um serviço, a consultoria.


Conseguiu entender mais ou menos?


Ainda assim, eu vou explicar tim tim por tim tim o que é cada um, começando pelos produtos.


PRODUTOS

São toda mercadoria colocada à venda no comércio, podem ser estocados e consumidos quando quiser. São posses, ou seja, itens que possuem um dono.


Serve o usuário e proporciona resultados evidentes e identificáveis.


O sucesso do produto está relacionado com a percepção de seus consumidores, por isso, mesmo que trabalhe com produtos é preciso se preocupar em oferecer bons serviços.


EXEMPLO

- atendimento na loja = serviço

- roupa vendida na loja = produto

- as pessoas vão em busca do produto mas voltam pela prestação do serviço, ou seja, pelo atendimento


SERVIÇOS

São a realização de uma ou mais atividades de uma empresa ou pessoa que solucionem problemas intangíveis e como o próprio nome diz, está relacionado a servir.


É consumido enquanto prestado e possui limitações de disponibilidade relacionada aos recursos humanos.


Profissionais liberais como cool hunter, consultor, criador de conteúdo, designer, estilista... são exemplos de serviços.


PORQUE CONFUNDEM PRODUTOS COM SERVIÇOS?

Muitos produtos incluem serviços e vice versa. Lembra do exemplo da camisa que eu dei? A camisa é um produto, a garantia de troca da peça é um serviço. Por isso é comum isso causar confusão nas pessoas


Em 2013 o Porta dos Fundos fez um vídeo sátira do Spoleto, zombando do péssimo atendimento já conhecido pela clientela do restaurante.


Se o Spoleto tivesse se atentado que o que eles vendiam era um serviço e se posicionado como tal, talvez esse vídeo do Porta dos Fundos nunca chegasse a sequer ser pensado.


Quando eu falei no início do texto que você precisa entender o que vende, estava falando disso: se posicionar no mercado de acordo com o que você oferece.


Seja um produto ou serviço, há diferenças estratégicas e de comunicação próprias de cada um, e elas precisam ser entendidas.


Ou você vai esperar fazerem piada com o seu negócio, assim como o Spoleto?

ÚLTIMOS POSTS

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020