Os 10 pilares de uma marca pessoal

Pouco importa se você tem uma empresa ou não, o fato é que a internet e as redes sociais trouxeram consigo uma percepção que a publicidade e marketing já conhece há muito tempo: todos somos marcas.


Todos passamos uma imagem para o mundo e pessoas ao redor e a prova disso é o fato de que nunca se quis tanto ser influencer como na atualidade.


No vídeo de hoje eu reuni o que eu acredito ser os 10 pilares de uma marca pessoal:



Há alguns anos atrás, quando a internet ainda não tinha a força que tem hoje em dia, era comum sermos influenciados por novelas, filmes e revistas.


O termo influencer foi criado recentemente, mas o fato é que muito antes disso, a gente já queria consumir produtos que a gente via as celebridades usando.


Com as redes sociais, essas celebridades se tornaram ainda mais “gente como a gente”, porque agora nós conseguimos acompanhar o dia a dia delas e ver que na realidade, essa vida de perfeição vendida pela tv, nunca existiu.


Surgiram também novas celebridades, dessa vez conhecidas na internet, os influencers. E com eles a percepção de que nós, pessoas comuns, podemos - e devemos - encarar esses canais como meios de divulgação do nosso trabalho.


Não tem jeito, tudo o que a gente fala, veste, posta e compartilha revela partes da nossa personalidade que somadas, formam a nossa marca pessoal e a percepção das pessoas sobre a gente.


Pilar #1: Identificar o que você gosta de fazer

É meio óbvio: para trabalhar com algo é preciso gostar, precisa ser algo que você tenha interesse real. Em toda profissão, se destaca quem se aprofunda, estuda e aprender constantemente, por isso, não faz sentido escolher algo que não gostamos, não temos afinidade e não queremos aprender mais sobre. Identifique seus hobbies, suas habilidades e una-os em um só propósito.


Pilar #2: Identificar as pessoas que já fazem isso

Comece fazendo uma pesquisa de mercado entendendo o que já fazem para você não ser apenas mais um. Busque a diferenciação, ou seja, como você pode dar o seu toque pessoal ao que já estão fazendo. Se for o primeiro a trabalhar com isso será necessário educar e explicar frequentemente para que o seu público entenda.


Pilar #3: Identificar o seu nicho

Definir exatamente com o que você vai trabalhar sendo o mais específico possível. Ex: estilista de noivas, modelo plus size, consultoria de estilo sustentável.


Pilar #4: Identificar o seu público alvo

Busque entender quem já acompanha você e com quem você quer trabalhar. Entenda também como o seu trabalho irá ajudar essas pessoas. Trabalhar uma linguagem que: ou mescle os dois ou defina apenas um e recomece do zero.


Pilar #5: Identificar seus canais

Como você se expressa melhor? Através de textos, vídeos, fotos... Defina os canais que irá utilizar mas esteja atento à variedade de formatos.


Pilar #6: Criar a sua identidade visual

Tudo conta, o seu estilo (roupas, cabelo, maquiagem, acessórios), a sua postura e feição. Invista também em uma boa papelaria (cartão de visitas, papel timbrado, assinatura de email) e na identidade dos seus canais (site, redes sociais, email).


Pilar #7: Criar sua identidade verbal

Defina um tom de voz de acordo com o apelo que irá usar (emocional, racional, motivacional) e utilize ferramentas diferentes como os emoticons. Defina também se irá usar xingamentos e gírias. Tudo importa.


Pilar #8: Criar conteúdos

Comece a criar seus conteúdos variando nos formatos, tendo constância e planejando com antecedência.


Pilar #9: Cultivar seus relacionamentos

Converse com seu público através de mensagens privadas, comentários e curtidas. Não se esqueça de enviar mensagens em datas especiais, como aniversário.


Pilar #10: Cultivar a paciência, a resiliência e a confiança

Nem tudo são flores. Negócios (principalmente os pioneiros) costumam demorar a decolar, por isso, saiba que a princípio, tudo é investimento. Se planeje com antecedência e tenha um plano b: se sentir mais segurança, continue trabalhando com o que faz agora até ter certeza de que consegue empreender na sua marca pessoal em tempo integral.


A sua marca pessoal é um forte instrumento de persuasão e por isso deve ser verdadeira e honesta. Jamais crie um personagem nem manipule as pessoas. Tudo o que você aprendeu aqui deve te ajudar a ressaltar as suas próprias características e consequentemente, construir uma rede de contatos que sentem carinho por você.


Pare agora mesmo de fazer a sua propaganda e começar a praticar a interação real. Fale menos de si e comece a criar boas experiências para quem está perto de você. Assim se alguém precisar de serviços como os seus, você será a primeira opção.


Lembre-se: marcas carismáticas criam conexão emocional e fidelidade além da razão.

ÚLTIMOS POSTS

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020