Não peça demissão

16/01/2020

Quando eu decidi pedir demissão da última agência que eu trabalhei, eu já tinha em mente um planejamento financeiro mas o fato é que nem sempre os nossos planos saem conforme o planejado e de lá pra cá, muita coisa aconteceu!

 

Tive momentos de dúvida se eu realmente estava fazendo a coisa certa e com certeza, a falta de grana entrando é um dos maiores problemas de quem começa a empreender. No vídeo de hoje eu vou te falar porque você não deve empreender. É, isso mesmo! Por que pedir demissão pode ser a pior decisão que você pode tomar agora.

 

 

 

 

Eu não sei como é pra você, mas pra mim, dinheiro sempre foi algo muito importante, sinônimo de liberdade!

 

Por isso, quando eu pensei em empreender, senti um misto de dois sentimentos: o primeiro era de que eu conseguiria ganhar uma boa grana fazendo algo que eu amo e o segundo é que até que eu conseguisse essa liberdade na minha nova carreira, eu teria que abrir mão de muitas coisas - inclusive do próprio dinheiro.

 

JÁ COMECEI ERRADO

- primeiro eu preciso te falar que o que me levou a considerar um pedido de demissão além da óbvia vontade de ter algo 100% meu era o ambiente de trabalho;

- trabalhar em agência é estressante, paga mal (a hora extra é paga em pizza), tudo é pra ontem e os clientes não tem o menor respeito pelo processo interno de criação;

- fora isso, as fofoquinhas, panelinhas e outras ‘inhas” começaram a me incomodar e chegaram ao ápice de tal maneira que eu não tinha o menor ânimo de acordar cedo todos os dias pra lidar com o ego alheio;

- e esse foi o meu primeiro erro: deixar as emoções controlarem uma decisão tão importante quanto empreender;

- eu me sentia tão sufocada que mesmo sabendo de todo o perrengue financeiro que poderia ocorrer, o meu último dia de trabalho foi libertador.

 

OS SEIS PRIMEIROS MESES

- o meu plano se resumiu basicamente em analisar quanto dinheiro eu ia receber de rescisão e por quanto tempo ele conseguiria pagar todos os meus gastos, o que me deu seis meses “despreocupados” com a entrada (ou falta de entrada) de dinheiro;

- durante esse período eu tinha certeza de que tudo ocorreria bem e eu chegaria ao final dele já ganhando o mesmo que eu ganhava na agência ou mais;

- coitada, né mores?

- eu tinha freelas que pagavam as contas e que juntos superavam o salário que eu recebia, mas ainda assim, eram freelas, não eram a minha nova carreira;

- sim, eu consegui aprender muito, criar muito, ter liberdade pra conquistar novos clientes e trabalhar com quem eu quisesse, mas ainda assim, a grana vinda da minha nova carreira não entrava

 

CONSTRUÇÃO DE REPUTAÇÃO

- o lado bom de eu ter pedido demissão foi que eu consegui me dedicar mais aos meus canais (youtube, instagram, sites), enfim, conteúdos

- isso foi “educando” as pessoas pro que estava por vir

- aos poucos, fui criando meus métodos, minha carteira de serviços e as pessoas começaram a associar a minha imagem à minha nova carreira de Consultora de Fashion Branding

- mas só, grana que é bom, nada!

 

O GRANDE DESAFIO

- eu confesso: se eu tivesse um pouco mais de paciência, talvez a melhor decisão seria ter continuado na agência ao mesmo tempo em que eu construía a minha própria carreira, mas como eu falei antes, o ambiente de trabalho das agências simplesmente não encaixa no meu modo de enxergar a vida;

- era muito esforço e energia gasta construindo algo para outra pessoa;

- eu podia fazer isso por mim, e fiz!

- o problema veio recentemente, quando perdi clientes grandes ao mesmo tempo;

- como faz pra pagar o servidor do site, da minha lista de assinantes e principalmente, sustentar uma casa sem dinheiro?

- senti que era a hora de virar a chave

 

COMO LIDEI

- eu já falei váaarias vezes por aqui que eu sou o tipo de pessoa que foca em soluções e por mais que vez ou outra eu entre numa bad, de maneira geral tento resolver os problemas de frente e sem medo

- a perda desses clientes me fez enxergar o meu segundo erro: eu queria empreender de verdade ou ficar frilando pra manter um sonho que não paga as contas?

- foi quando eu decidi que era hora de ganhar dinheiro com a minha nova carreira sim, parar de ficar dando verdadeiras consultorias gratuitas pra gente me pedindo conselho o tempo todo e sequer reconhecer o valor do meu trabalho

- criei o meu primeiro workshop e em menos de um mês, tive duas turmas fechadas;

- então agora, depois de um ano que eu comecei a empreender foi que eu recebi o meu primeiro pagamento como Consultora de Fashion Branding.

 

 

Quando a gente sai da faculdade, ainda demoramos anos pra sair do estágio e conseguir um cargo de chefia, porque no empreendedorismo somos tão imediatistas?

 

Eu encaro os meus seis primeiro meses empreendendo como um “estágio”. Ainda o primeiro de muitos passos!

 

E como estagiária, eu não posso esperar nem receber o mesmo que a chefia.

 

Agora, que esse período passou, eu consigo finalmente colher os primeiros louros do meu trabalho e ser reconhecida.

 

Por ter mais conhecimento do que uma estagiária, eu já pulei muitas fases e sinto que as coisas estão se encaixando, mas ainda não é hora de cantar de galo.

 

Tudo é construção e é nisso que eu tenho focado: em me especializar cada vez mais e atender com qualidade cada vez mais mulheres empreendedoras que não precisam passar pelo que eu passei e que podem aprender com os meus acertos, sim, mas também com os meus erros

 

Mas a única coisa que independente do quão ruim fosse o momento pelo qual eu estava passando nunca mudou foi uma certeza, aqui dentro de que eu tava no caminho certo.

 

E é essa certeza que você precisa ter antes de pedir demissão. Ela vai te sustentar, te dar ânimo e fazer você evoluir. Caso contrário, caso você não tenha essa certeza, aí sim eu te digo: não peça demissão.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

ÚLTIMOS POSTS

Como escrever legendas que ENGAJAM!

May 28, 2020

Como passar CREDIBILIDADE nas redes sociais

May 17, 2020

1/15
Please reload

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020