Moda e privilégios

Na semana passada eu fiz uma live no meu perfil, (inclusive me segue lá) falando sobre mudanças nos hábitos de consumo que a gente tá vivendo e alguém comentou que é importante falar também sobre a acessibilidade aos produtos de moda.


Eu achei essa pauta super válida e decidi trazer esse conteúdo pra cá pro youtube, então, no vídeo de hoje a gente vai falar sobre moda e privilégios, um assunto polêmico, eu sei, mas igualmente necessário.



- falar sobre privilégios é algo tão doído para as pessoas que enquanto eu fazia a pesquisa de conteúdo pra esse vídeo, achei pouquíssimos artigos falando sobre “moda e privilégios”

- mas quando troquei a busca pra “moda e inclusão”, achei beeem mais matérias

- eu sinto que as pessoas tem muita dificuldade em assumir seus privilégios, porque elas acreditam que eles minimizam a sua história de vida e os esforços que elas fizeram pra chegar aonde estão

- mas nós não podemos negar que os fatores sociais interferem sim

- ter privilégio não significa que a sua vida foi fácil, só que ela não foi mais difícil por causa da sua cor, do seu peso ou da sua classe econômica, por exemplo


PRIVILÉGIOS NA MODA

- os privilégios também fazem parte da indústria da moda, aliás, durante muito tempo, eles sustentaram essa indústria

- mas é preciso entender que nem todo mundo vai ter acesso à tecidos de qualidade

- é preciso entender que a experiência de compra de uma mulher branca e magra em uma loja é totalmente diferente da experiência de compra de uma mulher negra ou gorda

- quantos casos de mulheres negras sendo seguidas em fast fashion pelo segurança, só porque são negras nós já vimos?

- quantas mulheres gordas passam por assédio moral em lojas que não possuem os seus tamanhos e se negam a atender essas mulheres

- o desapego também é um privilégio: é fácil desapegar quando você tem essa escolha

- quantas mulheres pobres vestem apenas o que ganham? quantas obrigatoriamente tem que comprar em brechós, porque não tem condição de comprar em shopping?

- o consumo consciente é privilégio: como a informação de que é preciso consumir de maneira consciente vai chegar naquela mulher que passa o dia trabalhando, pegando várias conduções e fazendo hora extra, que simplesmente tem outras prioridades impostas pela vida?

- então novamente, essa é uma discussão que pode ser difícil mas existe uma coisa chamada desconstrução é para esse caminho que a gente deve caminhar


RECONHECENDO PRIVILÉGIOS

- enxergar vivências pessoais de outras pessoas com empatia, sem querer impor seus comentários é essencial

- assim como não levar pro lado pessoal, quando alguém questionar um posicionamento seu

- ouvir, entender, aprender e pedir desculpa por uma atitude errada que você tomou só te faz mais humana

- precisamos incentivar esse tipo de discussão pra de fato, trazer uma mudança pra indústria da moda.

ÚLTIMOS POSTS

Cadastre-se agora e receba gratuitamente atualizações, artigos e dicas exclusivas para assinantes!

INSTAGRAM

ENTRE EM CONTATO:

julianaalso.c@gmail.com

  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Powered by: Juliana Also | 2020